Teologia

Bibliologia

Bibliologia

“Eu amo a Bíblia. Leio-a todos os dias e quanto mais leio, mais a amo. Há alguns que não gostam da Bíblia. Eu não os entendo, não compreendo a tais pessoas, mas eu amo; amo a sua simplicidade, as suas repetições e reiterações da verdade. Como disse, eu leio-a quotidianamente e gosto cada vez mais dela.” D. Pedro II

Veja mais frases de grandes personagens sobre a bíblia – Coletânea de Curiosidades Bíblica

Estaremos inserindo nesta página o que há de mais importante sobre a bíblia e englobaremos neste título todos os assuntos relacionados à bíblia: bibliologia, introdução bíblica etc.

Ler e estudar diariamente a bíblia com atenção fortalece o crente, livra das doutrinas várias e estranhas (Hebreus 13.19) e permite a operação do Espírito Santo em nossas vidas (João 14.26). Só se consegue entender as escrituras em profundidade espiritual mediante estudo cuidadoso, com coração humilde, buscando a sabedoria de Deus e estando disposto a obedecer à Palavra de Deus. Não basta conhecimento intelectual. ((ICoríntios 2.14). Foi nisto que o povo de Israel sempre errou, embora tivessem grande conhecimento intelectual, muitos eram escribas e doutores da Lei, não tinham o conhecimento do coração.

Como Estudar a Bíblia ?

Cuidados essenciais

1. Leia Deuteronômio 29:29 (notação capítulo 29 versículo 29) As coisas encobertas são para o SENHOR, nosso Deus; porém as reveladas são para nós e para nossos filhos, para sempre, para cumprirmos todas as palavras desta lei.

2. Sempre com humildade buscando a orientação do autor, o Espírito Santo.

3. Analise as palavras e expressões dentro do contexto. O texto próximo e o contexto bíblico como um todo.

4. Procurar tudo o que a bíblia diz sobre assuntos ou personagens antes de tirar conclusões apressadas. Exemplo: Em atos 17.3 diz que Paulo estava expondo e demonstrando sobre a morte e ressurreição de Jesus Cristo. O leitor desavisado poderá concluir que a exposição de Paulo seria um trabalho de oratória e retórica, objeto da capacidade humana simplesmente. Todavia se procurarmos outras passagens sobre o apóstolo veremos detalhes bem significativos sobre suas pregações. Vejamos, por exemplo, 1 Coríntios 2:1-16 mostra que apesar da erudição de Paulo, suas palavras, a partir de determinada época pelo menos, não eram baseadas em sabedoria humana.

5. Se possível tenha em mãos mais de uma versão da bíblia, dicionários bíblicos, concordâncias, atlas, dicionário da lingua portuguesa etc. Mas cuidado com versões feitas por grupos ou pessoas não comprometidas com a Palavra de Deus que procuram amenizar o impacto de palavras ou expressões com pretexto de contextualização. Aconselho (Almeida Revista e Corrigida-ARC) e (Almeida Revista e Atualizada – ARA)

6. Cuidado, diferencie o texto bíblico de: notas , comentários e títulos.

7. Lembre-se que a bíblia não foi escrita, originalmente, em capítulos e versículos. Os mesmos foram acrescentados muito tempo depois para facilitar o estudo.

8. Saiba que a bíblia tem passagens com linguagem figurada, e que algumas passagens podem ser bem aproveitadas, se espiritualizadas, como se fossem parábolas. Mas, não invente alegorias e sentidos que a bíblia não contém. 2 Pedro 1:20

9. Entenda que Deus usou linguagem humana para facilitar o nosso entendimento sobre as verdades espirituais. Deus nos fala através de coisas significativas para nós humanos tanto quanto possível. Incluíndo o fato de se atribuir a Deus sentimentos e formas humanas como “dedo de Deus” etc, (Antropomorfismo).

10. É muito bom analisar o contexto histórico e cultural, mas cuidado, não edifique na areia do conhecimento humano que muda pesquisa após pesquisa. Estamos tratando de salvação e a prioridade é o que Deus disse.

11. Atente para as mudanças ocorridas entre o tempo em que foi escrito e o tempo em que o fato ocorreu. Gênesis 35:6. O nome da cidade mudou e quando foi escrito já possuia o novo nome Betel. O escritor em algumas passagens usa o nome atual contando fato que ocorreu quando o nome era outro.

12. Cuidado com o significado de certas palavras e expressões. Elas podem não ter sido usadas no sentido atual ou comum. Exemplos: a) Azazel, o bode emissário, Levítico 16:8-27 consta em dicionário de hebraico moderno como sendo Satanás (ou o diabo), porque alguém entendeu desta forma muitos anos depois ficou este sentido, mas originalmente não. O sentido, mais aceito, é “bode emissário”, mas o que importa realmente é o ensino da expiação que fala da obra de Jesus Cristo levando nossos pecados. b)As palavras primogênito e primogenitura, em algumas passagens, não levam o sentido de mais velho ou primeiro a nascer mas de “escolhido por Deus a quem Deus outorgou o direito à primogenitura espiritual e social. Gênesis 48:18-20; Colossenses 1:15; Colossenses 1:18

13. Confie que na Palavra de Deus não há contradições. Leia com cuidado sabendo que: Alguns dos escritores deram ênfase que outros não deram; uns citaram o todo, outros uma parte específica; um registro trata de uma fase ou ocasião e outro de outra e etc. Há passagens tratando sobre Jesus homem e outras sobre Jesus o Deus criador, o Todo Poderoso João 1:1-14; Filipenses 2:6-8 (forma aqui significa natureza)

14. Avalie bem as informações dos textos, em que condições foram feitas determinadas afirmações. Isto pode ajudar, e muito, a compreensão. Não altere, porém, as doutrinas bíblicas, com base em contextualizações históricas, sociais ou de épocas. Não é importante se somos atuais, modernos e contextualizados. O que importa é se somos fiéis e obedientes àquele que deu a vida por nós. Mesmo ao cumprirmos a missão de evangelização, importa muito mais corações quebrantados e sinceros que amem aos pecadores, do que linguagem contextualizada. Logicamente que expressar-se bem é excelente, mas sem o Poder do Senhor Jesus o máximo que se consegue é levar as pessoas a mudarem de religião, mesmo sem serem convencidas pelo Espírito Santo.

15. Diferencie a dispensação da lei da dispensação da graça. Mas lembrando-se, sempre, que a graça trouxe liberdade, e não libertinagem. Gálatas 5:13. Cuidado para não confundir VT com Lei de Moisés. Muito do que está no AT é vontade eterna de Deus para todos os seus servos em todos os tempos. Procure diferenciar estas coisas com cuidado.

16. As pregações deverão ser cristocêntricas e totalmente embasadas na mensagem simples e direta do texto bíblico, isto é, mensagens com referências reais e não mensagens com referências verbais.

17. Lembre-se que os comentários, notas de rodapé e títulos dados aos parágrafos não fazem parte da Palavra Inspirada. 17. Cuidado ao fazer avaliações de citações das escrituras com base em coerência e lógica. Basta ler a resposta de Jesus aos saduceus para confirmar isto.

Mateus 22.

22 Dizendo: Mestre, Moisés disse: Se morrer alguém, não tendo filhos, casará o seu irmão com a mulher dele, e suscitará descendência a seu irmão.

23 Ora, houve entre nós sete irmãos; e o primeiro, tendo casado, morreu e, não tendo descendência, deixou sua mulher a seu irmão.

24 Da mesma sorte o segundo, e o terceiro, até ao sétimo;

25 Por fim, depois de todos, morreu também a mulher.

26 Portanto, na ressurreição, de qual dos sete será a mulher, visto que todos a possuíram?

27 Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.

28 Porque na ressurreição nem casam nem são dados em casamento; mas serão como os anjos de Deus no céu.

Entenda que coerência e lógica dependem da nossa base de conhecimentos, cultura e até sentimentos relativos à nossa natureza terrena. Em se tratando das realidades espirituais é muito diferente. Como exemplo, secular, poderíamos usar as bases da mecânica newtoniana e da mecânica quântica. Para os que conhecessem só a primeira muita coisa da outra seria totalmente incoerente. E ainda tem muita gente que tenta aplicar suas coerências ao Todo Poderoso com coisas do tipo: Como Deus vai ouvir muitas orações ao mesmo tempo, como vai julgar tanta gente, de madrugada a fila é menor etc. Tais pessoas atribuem ao Senhor as limitações das criaturas.

E sendo bem específico, digo que Deus pode não só ouvir, julgar, falar em todos os idiomas, ao mesmo tempo, com todas as pessoas do mundo individualmente, assuntos diferentes (sem que os demais ouçam), tudo isto junto e fazer tudo o mais que queira juntamente. Lembre-se de seus atributos irmão: ONIPOTENTE, ONISCIENTE, ONIPRESENTE.
Leia e medite no texto a seguir

1 Coríntios 1

18 Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.

19 Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes.

22 Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria;

23 Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos.

Veja que um Cristo ( o Messias) crucificado não fazia o menor sentido para as mentes brilhantes. Isto era de uma total incoerência e até hoje é assim para os sábios aos próprios olhos. Sábios segundo o mundo. O padrão de sabedoria deles é diferente do padrão de Deus.

1 Coríntios 21

1 E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria.

2 Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado.

3 E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor.

4 A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder;

5 Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.

6 Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam;

7 Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória;

8 A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória.

9 Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam.

10 Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus.

É somente uma questão do tipo de conhecimento que se tem. Os humildes recebem de Deus pelo Espírito Santo e muitas vezes nem sabem colocar em palavras, mas passam, pela graça de Jesus Cristo, a possuir um conhecimento em nível espiritual segundo a Verdade que é Cristo.

Dispensações são períodos probatórios, isto é, períodos específicos nos quais Deus provou a raça humana. São elas Dispensação da Inocência (antes da queda no Éden), Consciência, Governo Humano (anterior ao dilúvio), Patriarcal, Lei, Graça ( com o Senhor Jesus), Milênio.

Bibliologia

Neste tópico agruparemos matérias relacionadas à bíblia; sem considerar discussões sobre terminologias.

A bíblia é uma das revelações de Deus aos homens. Jesus Cristo é o tema central. Nela Deus não pretendeu contar uma história, mas revelar o seu plano de salvação pela fé em Jesus Cristo, o Messias. Observe este resumo: Criação; Queda; Degradação moral da humanidade; Destruição pelo dilúvio; O justo Noé escapa pela obediência da fé; Da descendência de Noé Deus chama Abrão (Abraão); De Abrão um povo separado para Deus (Hebreus-Os Judeus); Deste povo o messias Jesus Cristo, o Salvador para toda a humanidade, para todos os povos: “Nisto (ATENÇÃO É NISTO E NÃO EM TUDO) não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus.” (Gálatas 3:28)

A bíblia é na verdade uma coleção de livros , vem do grego biblion que significa livro. Na bíblia é chamada por outros nomes Escrituras, Palavra de Deus, O livro etc.

Possui 66 livros sendo 39 no Antigo Testamento (AT) e 27 no Novo Testamento. Foi escrita por aproximadamente 40 escritores em dois idiomas principais: Antigo Testamento em hebraico, havendo partes escritas em aramaico e o Novo Testamento em Grego. Os originais não existem mais, porém há manuscritos muito antigos. Não foi escrita em ordem cronológica, mas agrupada por similaridade dos livros:

O Antigo Testamentoagrupado em: Lei ou Pentateuco; Históricos; Poéticos; Proféticos Pentateuco ou Lei:

Gênesis, Êxodo, Levítico, Números, Deuteronômio

Históricos:

Josué; Juízes; Rute; 1Samuel; 2Samuel; 1Reis; 2Reis; 1Crônicas; 2Crônicas; Esdras; Neemias; Ester

Poéticos:

Jó; Salmos; Provérbios; Eclesistes; Cantares

Proféticos

Profetas Maiores: Isaías; Jeremias; Lamentações; Ezequiel; Daniel Profetas Menores (pelo tamanho da obra): Oséias; Joel; Amós; Obadias; Jonas; Miquéias; Naum; Habacuque; Sofonias; Ageu; Zacarias; Malaquias

O Novo Testamento em: Biografia, História, Epístolas Doutrinárias e Profecia

Biografia

Mateus; Marcos; Lucas; João (São os quatro evangelhos e apresentam a biografia de Jesus Cristo; Os três primeiros são chamados de “Evangelhos Sinóticos” pois apresentam uma visão geral sobre Jesus, sendo muito semelhantes entre si. Evangelho significa “boas novas”)

História

Atos dos Apóstolos (Relata o início da Igreja deCristo; Na santa comunhão entre o Espírito Santo e os salvos)

Epístolas (cartas)

Romanos; 1Coríntios; 2Coríntios; Gálatas; Efésios; Filipenses;Colossenses; 1Tessalonicenses; 2Tessalonicenses; 1Timóteo; 2Timóteo; Tito; Filemon; Hebreus; Tiago;1Pedro; 2Pedro; 1João; 2João; 3João; Judas

Profecia

Apocalipse – Revelação de Jesus Cristo

Não se esqueça de fazer uso das referências bíblicas. Existem referências reais e verbais. São números e letras pequenos que indicam outros textos com o mesmo assunto ou com a mesma palavra. As referências reais são as que conduzem à palavras aplicadas em outros textos no mesmo sentido. As referências verbais apenas apontam palavras iguais mas cujo sentido não é o mesmo.

Estamos trabalhando espere um pouco por favor.

Pr Acir Reis