Teses Teológicas

Deus Cria o Mal?

Deus Cria o Mal?
Isaías 45:7 Eu formo a luz e crio as trevas; eu faço a paz e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas essas coisas.

Uma clara afirmação sobre a soberania de Deus, visando levar o homem a compreender que tanto o que entendemos por bem, quanto o que recebemos como mal estão sujeitos à vontade divina. Observando o contexto geral vemos desde capítulos anteriores que Deus demonstra aos homens que tudo depende de DEUS, seja restauração, seja perdão, seja castigo, tudo está nas suas mãos. Bem e mal são consequências das próprias escolhas dos homens (e outras criaturas inteligentes) que estarão colhendo aquilo que plantaram, e isto ocorre sob a permissão de Deus. Seja pela queda original ou seja pela desobediência às leis divinas os homens padecem muitas dores, e em se arrependendo e confiando só no Senhor recebem a libertação, socorros e alívios da parte de Deus.

Isto é característica da bíblia como um todo e também do livro do profeta Isaías cujo trecho citamos acima. Podemos afirmar que Deus procura de gênesis a apocalipse advertir aos homens sobre sua condição pecaminosa e suas consequências, e que a solução vem sempre da parte de Deus. Vejo isto em toda a bíblia vejamos alguns pontos: Quando Deus promete que a semente da mulher(Jesus, que é Deus ) esmagaria a cabeça da serpente, quando Deus desconsidera a solução de Adão para a sua nudez e o veste, quando ordena Noé construir a arca e fornece o projeto completo, quando Deus promete a Abrão um filho e opera o milagre, quando tira o seu povo do egito com grandes prodígios, quando protege e supre o povo no deserto, quando opera livramentos, quando vence os inimigos do povo obediente, quando cura os enfermos, quando fala desde gênesis sobre a vinda de Jesus Cristo, a semente da mulher, quando Jesus cura os enfermos restaurando a saúde aos que sofrem, quando ressuscita mortos, multiplica pães aos famintos, quando o apóstolo afirma que a lei não pode aperfeiçoar e que o justo viverá pela fé.

Embora em todo o trabalho divino sobre a humanidade Deus requeira a participação do homem. Juízes 7:20 Assim, tocaram os três esquadrões as buzinas, e partiram os cântaros, e tinham nas suas mãos esquerdas as tochas acesas e nas suas mãos direitas as buzinas, que tocavam; e exclamaram: Espada do SENHOR e de Gideão. É sempre assim, isto é um princípio: Espada do Senhor e de Gideão. Não é só no AT; sempre será assim. O Senhor opera pela nossa fé e obediência, depois de nos chamar à correção, quando necessário.

A salvação do homem, em todos os aspectos, procede de Deus. João 3:27 João respondeu e disse: O homem não pode receber coisa alguma, se lhe não for dada do céu. Alguns textos bíblicos podem ampliar nosso entendimento sobre o bem e o mal citado na passagem de Isaías. Um mesmo instrumento ou processo pode resultar em bem ou mal, dependendo de quem seja o receptor.

1) Êxodo 14:20 e ia entre o campo dos egípcios e o campo de Israel; a nuvem era escuridade para aqueles e para este esclarecia a noite; de maneira que, em toda a noite, este e aqueles não puderam aproximar-se. ( A nuvem )

2) Deuteronômio 30:19 Os céus e a terra tomo, hoje, por testemunhas contra ti, que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua semente, ( A obediência à Deus )

3) João 20:22 E, havendo dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo.

2 Ts 2:8 e, então, será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; (O sopro de Jesus Cristo)

4) Êxodo 19:20 Descendo o SENHOR para o cimo do monte Sinai, chamou o SENHOR a Moisés para o cimo do monte. Moisés subiu, Êxodo 19:23 Então, disse Moisés ao SENHOR: O povo não poderá subir ao monte Sinai, porque tu nos advertiste, dizendo: Marca limites ao redor do monte e consagra-o.( A presença de Deus no sinai)

Que fique bem claro que “o mal” criado por Deus é justiça , pois em Deus não há injustiça alguma. É o castigo merecido, a disciplina , a recompensa , o salário, a correção e é disto que trata o texto citado.

Deus criou tudo perfeito mas deu a liberdade de escolha aos seres inteligentes. Gênesis 1:31 E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã: o dia sexto. Eclesiastes 7:29 Vede, isto tão-somente achei: que Deus fez ao homem reto, mas ele buscou muitas invenções. Da mesma forma se deu com lúcifer, segundo os textos historicamente aceitos como sendo referência indireta ao anjo caído. Ezequiel 28:14 Tu eras querubim ungido para proteger, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Ezequiel 28:17 Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei, diante dos reis te pus, para que olhem para ti. Isaías 14:12 Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações Isaías 14:13 E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, e, acima das estrelas de Deus, exaltarei o meu trono, e, no monte da congregação, me assentarei, da banda dos lados do Norte.

Cada um faz a sua opção, e o mal surge quando esta opção é oposta a Deus, como chamamento à lucidez, castigo, consequência natural ou como medida preventiva, no caso de Jó, por exemplo. O contexto de Isaías 45.7, deve ser entendido no contexto da condição pecaminosa da humanidade e da situação espiritual do povo de Israel. Isto é, a situação está na dependência de Deus e por isto é colocada desta forma. Se Deus quiser há luz ou trevas, paz ou guerras.

Conclusão: Deus fez tudo perfeito e muito bom. Tudo que venhamos a entender por luz e trevas-paz e mal, neste contexto em estudo, estará vinculado às consequências do pecado e dos pecados das suas criaturas inteligentes que possuem liberdade de escolha. Gênesis 4. 7 Se bem fizeres, não haverá aceitação ou remissão para ti? E, se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e para ti será o seu desejo, e sobre ele dominarás. Josué 24:15 Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.

Deus é sempre tão justo que até o castigo severo sobre os povos cananeus e outros, vieram sempre no tempo devido. E como advertência para todos os homens. Gênesis 15:16 E a quarta geração tornará para cá; porque a medida da injustiça dos amorreus não está ainda cheia. Gênesis 18 20 Disse mais o SENHOR: Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado, e porquanto o seu pecado se tem agravado muito, 21 descerei agora e verei se, com efeito, têm praticado segundo este clamor que é vindo até mim; e, se não, sabê-lo-ei. 2 Pedro 2:6 e condenou à subversão as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-as a cinza e pondo-as para exemplo aos que vivessem impiamente; Judas 1:7 assim como Sodoma, e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se corrompido como aqueles e ido após outra carne, foram postas por exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno.

Não houvessem as criaturas se corrompido nenhum mal ou trevas estariam presentes na nossa realidade, e, em consequência não existiriam nem filosoficamente. Antes da queda o homem nada sabia sobre o mal, embora existisse desde que se achou iniquidade no querubim ungido para proteger. Ele foi chamado por Jesus de “O pai da mentira”, a mentira é o mal em todos os sentidos.

Tudo o que o homem chamar de mal, seja em consequência de pecado ou como disciplina, tem haver com a queda do homem e com nossos próprios pecados, o resto é filosofia barata. Foi o erro de Eva desejar e aceitar uma realidade que não nos dizia respeito. Quanto ao mais deixemos em deuteronômio 29.29 As coisas encobertas pertencem ao SENHOR, nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem, a nós e a nossos filhos, para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.