Teses Teológicas

Estratégias de Evangelização

Estratégias de Evangelização
Sobre Estratégias de evangelização e crescimento.

Depende da origem. Se forem estratégias reveladas ou aprovadas pelo Espírito Santo, como as de Jesus, e dos Apóstolos e Evangelistas dos tempos bíblicos, tudo bem. Eles usaram diversas estratégias mas com a motivação certa e orientados pelo Espírito Santo. Estude e aprenda as estratégias usadas pelos maiores ganhadores de almas.

João 14:10 Não crês tu que eu estou no Pai e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.

João 8: 28 Disse-lhes, pois, Jesus: Quando levantardes o Filho do Homem, então, sabereis que EU SOU e que nada faço por mim mesmo; mas falo como o Pai me ensinou.

Atos 8:29 E disse o Espírito a Filipe: Chega-te e ajunta-te a esse carro. ( Uma grande estratégia, mas do Espírito Santo e não da carne)

Atos 10:

19 E, pensando Pedro naquela visão, disse-lhe o Espírito: Eis que três varões te buscam.

20 Levanta-te, pois, e desce, e vai com eles, não duvidando; porque eu os enviei.

Atos 16:

6 E, passando pela Frígia e pela província da Galácia, foram impedidos pelo Espírito Santo de anunciar a palavra na Ásia.

7 E, quando chegaram a Mísia, intentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não lho permitiu.

Embora devamos estar sempre dispostos a fazer a obra, devemos com toda certeza buscar a revelação do Espírito Santo, e nos colocar na sua dependência. Logicamente esta busca pela direção de Deus deve seguir critérios bíblicos, sabemos que o Senhor nos orienta quando oramos e estamos dispostos a lhe obedecer. Peça a Deus que o seu Espírito seja o seu líder e Deus ouvirá.

Sobre as formas de atrair ao pecador ou de motivar aos irmãos, devemos usar disto com cuidado para que a Palavra da cruz não fique em posição secundária, enquanto que os nossos dons, inteligência, capacidade administrativa, formação, conhecimento etc sejam realçados.

Sabedoria de palavras pode ser uma estratégia do homem, mas não é este o plano de Deus. Olha só o plano de Deus.

1Coríntios1:

17 Porque Cristo enviou-me não para batizar, mas para evangelizar; não em sabedoria de palavras, para que a cruz de Cristo se não faça vã.

21 Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação.

Porque?

27 Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes.

28 E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são;

29 para que nenhuma carne se glorie perante ele.

E estes, os vis e desprezíveis, tem sede da Palavra de Deus e são atraídos pela Palavra, pois nós somos os pobres de espírito do sermão do monte, temos sede das coisas de Deus, sem glórias de homens. É isto que faz com que os pobres sejam alcançados com muito mais facilidade, e os ricos só serão alcançados os que se fizerem como pobres, ou seja carentes de misericórdia, e estes também entendem a linguagem da mensagem da cruz na simplicidade de Cristo.

Não é satisfazendo a” um público cada vez mais exigente” que vamos evangelizar da forma bíblica, podemos até cristianizar, e sabemos que catequisadores tem vários métodos mas pregadores do evangelho só dispõem da mensagem da cruz pela loucura da pregação. Até porque nós pregadores sinceros não temos público alvo mas ovelhas para alimentar. Podemos até usar a expressão, e uso, mas não podemos deixar que faça parte da nossa teologia. E quando pastores preocupam-se com o público de tal forma que interfira na doutrina e conduta cristãs que exigem a Simplicidade de Cristo Jesus aí é perigoso.

Jamais prepare seus sermões ou estudos ou estratégias dando prioridade ao perfil do seu público alvo. O seu público alvo sempre será de ovelhas fracas que precisam ser alimentadas pelas palavras do pobre carpinteiro crucificado. Sejam elas quem forem nesta vida: Empresários, profissionais liberais, artistas, militares de alta patente, pedreiros, carpinteiros, policiais, ricos, pobres, cultos, incultos, brancos, pretos e etc. Os que moldam sua teologia para público alvo criaram um novo Jesus compatível com suas doutrinas. Se temos um público alvo é aquele que será ou está sendo a cada dia transformado pelo Poder da Palavra de Deus, da Cruz e do Espírito Santo. São os pobres de espírito, as ovelhinhas do Senhor este é o nosso público alvo.

O mesmo vale para conservar os fiéis , veja o grande exemplo

Atos 2:

41 De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e, naquele dia, agregaram-se quase três mil almas.

42 E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.

43 Em cada alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos. ( temor mesmo no NT – reverência, respeito e obediência a Deus)

44 Todos os que criam estavam juntos e tinham tudo em comum.

45 Vendiam suas propriedades e fazendas e repartiam com todos, segundo cada um tinha necessidade.

46 E, perseverando unânimes todos os dias no templo e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,

47 louvando a Deus e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.

Olhe as estratégias aí: Amor, doutrina , comunhão, orações , temor a Deus, sinais que seguiam a pregação, alegria e singeleza de coração. Arde os nossos corações quando lemos estas coisas. Não é? Aqui estão as melhores estratégias para evangelizar. Ainda está em tempo, não faz diferença o século em que estamos, pois este é o caráter do evangelho ETERNO de Nosso Senhor Jesus Cristo. Irmão pregue com lágrimas nos olhos e cheio de misericórdia que as almas vão se render a Jesus Cristo sem fazer apelos.

Veja a estratégia de Davi, não era pregação e evangelização mas era obra de Deus.

1crônicas 14

9 E, vindo os filisteus, se estenderam pelo vale dos Refains.

10 Então, consultou Davi a Deus, dizendo: Subirei contra os filisteus, e nas minhas mãos os entregarás? E o SENHOR lhe disse: Sobe, porque os entregarei nas tuas mãos.

14 E tornou Davi a consultar a Deus; e disse-lhe Deus: Não subirás atrás deles; mas anda em roda por detrás deles e vem a eles por defronte das amoreiras;

15 e há de ser que, ouvindo tu um ruído de andadura pelas copas das amoreiras, então, sai à peleja; porque Deus haverá saído diante de ti, a ferir o exército dos filisteus.

Davi era vitorioso porque sua maior estratégia era buscar a estratégia do Espírito de Deus em oração.

Certamente devemos uar muito bem as chances para pregar o evangelho e incentivar aos crentes à perseverança na fé, vamos trabalhar sim, e bastante, mas a maior parte do tempo de joelhos, e se possível com lágrimas nos olhos, aí veremos as coisas acontecerem. Ah ! a perseguição também vem, com toda certeza. Prepare bem o seu coração, vigie muito em oração e jejue.

Irmãos tenho trabalhado na obra de evangelização há mais de vinte anos e Deus por sua graça vem salvando pessoas de todos os tipos sem nenhuma estratégia da carne. Pela pregação da Palavra de Deus com muita simplicidade tenho visto muitas almas se renderem a Cristo em lágrimas. Já vi algumas vezes, sem ao menos fazer apelo, e estando ainda pregando grupos se aproximando aos prantos e desejando se converter a Jesus. Em visitas aos lares, nas igrejas, nas conduções e hospitais também tenho ganhado almas para o Senhor somente por anunciar em Jesus o perdão dos pecados para os que se arrependem e amor de Deus. Prego somente com palavras bem simples, e deixando claro que não estou procurando adesão à minha igreja, mas mostrar-lhes o amor de Deus em Cristo Jesus que perdoa os pecados e purifica os que se arrependem.

Isto vale como estratégia para evangelização de adultos, estratégia para evangelização de jovens, estratégia para evangelização de crianças, estratégia para evangelização de motoqueiros, estratégia para evangelização de roqueiros, estratégia para evangelização de de usuários de droga, estratégia para evangelização de prostitutas etc e etc.