Teses Teológicas

Maria Mãe de Jesus

Maria Mãe de Jesus
Todos os cristãos sinceros e verdadeiramente convertidos amam a Maria mãe do Senhor. Ninguém, que se diga crente em Jesus Cristo, tem qualquer aversão à Maria. Muito pelo contrário, nós a citamos como exemplo de serva de Deus com muita frequência, especialmente em nossos lares. Lembro de ter perguntado à diversas jovens crentes, parentes ou não, mais ou menos assim – Você acha que Maria se vestiria desta forma que você está se vestindo? ou Você acha que Maria iria à praia vestida desta forma que vocês se vestem hoje?

Nós amamos Maria, João Batista, Pedro, Paulo, Moisés, Elias, Davi, Ezequias, Josias, Mateus, Isaías e todos os servos do Senhor de todos os tempos. Nós amamos ao Senhor e portanto amamos àqueles que ele ama. Não faz a menor diferença se serviram ao Senhor como reis, profetas, apóstolos, discípulos, evangelistas, percursor, ou mãe do homem Jesus. São todos eles fiéis do Altísssimo.

Falamos sobre Maria em nossas igrejas como exemplo de mulher santa. Se falamos mais sobre outros, é por causa da quantidade de textos que há sobre alguns dos demais e por causa de características das nossas pregações que, certamente, apontam para Jesus Cristo.

Só adoramos a Jesus porque sabemos que a bíblia ordena adorar só a Deus, e, tratando-se de seres humanos só Jesus é Deus. Só adoramos e em consequência fazemos também petições em seu nome conforme ele ordenou.

“Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.” (João 14 : 14)

Nos esforçamos para obedecer a Palavra de Deus, a bíblia, e nela nos orientamos e não em pensamentos dos homens, pois o assunto é sério demais, é a salvação das nossas almas e isto pertence só a Deus. Os que pensam diferente deveriam fazer uma pesquisa bíblica cuidadosa e verificar qual o nome que era mencionado pelos santos apóstolos e imitá-los. Em que nome eles anunciavam a salvação, em que nome eles curavam, em que nome eles se santificavam. Leiam a bíblia e aprendam da Palavra de Deus. Ninguém pode alterar a Palavra Santa impunemente.

“Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda e sejas achado mentiroso.” (Provérbios 30 : 6)

Alguém alegaria que comparando-a conosco deveria haver devoção à Maria. Cometem um grave erro doutrinário e é o mesmo erro dos que se comparam com os demais e se acham bons e por isto julgam-se dignos de salvação. Ocorre que Deus não compara uns com outros para a salvação mas compara com a sua própria santidade e isto nivela a todos os seres humanos e justamente por este motivo precisamos da salvação pela graça através da fé em Jesus. É de graça, é “O dom gratuito de Deus”.

Efésios 2.9 Não vem das obras, para que ninguém se glorie.

No livro de Jó (O homem reto) traz este ensinamento que vale teologicamente e filosoficamente para todos os homens e mulheres. Veja.

Jó 34.6 Apesar do meu direito, sou considerado mentiroso; a minha ferida é incurável, embora eu esteja sem transgressão.

Jó era um homem tão justo que o próprio Deus testificou dele mas apesar da sua justiça, diante de Deus ele era um pecador. Todos somos pecadores, sem exceção, e só podemos prestar culto à perfeição absoluta, Deus. Deus é a Perfeição e entre os homens Só Jesus é Deus.

Todos que acham graça é porque precisam da graça e se precisam da graça logo conclui-se que são pecadores remidos pela fé em Jesus Cristo. Incluindo os que viveram antes de Jesus pois tinham a fé no Messias (A semente da mulher) prometido desde Gênesis 3.15.

Não é a nossa santidade que nos torna salvos é a salvação dada por Ele que nos torna santos, na condição e na conduta.

Somos proibidos pela Palavra de Deus de qualquer comunicação com mortos veja

Deuteronômio 18.11 nem encantador de encantamentos, nem quem consulte um espírito adivinhante, nem mágico, nem quem consulte os mortos,

Alguém poderia alegar que os fiéis mortos estão vivos para Deus pois o próprio Jesus disse isto. Mas fazem uma leitura errada propositalmente pois eles estão vivos somente para Deus e quando a bíblia proibe consulta aos mortos está fazendo em referência aos homens vivos, no corpo. Morto significa separado. O único espírito que podemos entrar em contato, com ação da nossa parte, é o Espírito Santo. Os anjos eleitos podem entrar em contato conosco mas com ação da parte de Deus.

Lembre-se que os exemplos bíblicos por parte dos justos são doutrinários e para nós da Nova Aliança ficam sujeitos ao Novo Testamento.

A quem Jesus ordena fazer petições.

João 16:

23 – E naquele dia nada me perguntareis. Na verdade, na verdade vos digo que tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu nome, ele vo-lo há de dar. 26 – Naquele dia pedireis em meu nome, e não vos digo que eu rogarei por vós ao Pai; 27 – Pois o mesmo Pai vos ama, visto como vós me amastes, e crestes que saí de Deus.

João 2.5

Sua mãe disse aos empregados: Fazei tudo quanto ele vos disser.

Pedir a quem? Em nome de quem? (Fazei tudo o que ele vos disser – Irmã Maria, vivendo ainda entre nós, foi quem ensinou)

Entendeu? basta pedir ao Pai em nome de Jesus e somos tão amados pelo Pai que Jesus nem precisará rogar para que sejamos atendidos. Não podemos misturar pedidos feitos aqui na terra com petições aos céus. Petições aos céus são orações de súplicas, só se fazem orações a Deus. E o único mediador é Jesus Cristo.

1 Timóteo 2.5 Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem,

Aqui na terra muitos fizeram pedidos à Jesus, por si e pelos outros, e foram prontamente atendidos: Jairo o Chefe da Sinagoga, O Centurião, O leproso, Cegos, Os judeus em prol do centurião. Ninguém pode usar o pedido que Maria fez à Jesus nas bodas como justificação para lhe fazer petições. Leia abaixo alguns trechos.

Marcos 5 (Jairo rogando pela sua filha e por ele mesmo, enfim)

21 E, passando Jesus outra vez num barco para o outro lado, ajuntou-se a ele uma grande multidão; e ele estava junto do mar.

22 E eis que chegou um dos principais da sinagoga, por nome Jairo, e, vendo-o, prostrou-se aos seus pés,

23 E rogava-lhe muito, dizendo: Minha filha está moribunda; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos, para que sare, e viva.

24 E foi com ele, e seguia-o uma grande multidão, que o apertava.

35 Estando ele ainda falando, chegaram alguns do principal da sinagoga, a quem disseram: A tua filha está morta; para que enfadas mais o Mestre?

36 E Jesus, tendo ouvido estas palavras, disse ao principal da sinagoga: Não temas, crê somente.

37 E não permitiu que alguém o seguisse, a não ser Pedro, Tiago, e João, irmão de Tiago.

38 E, tendo chegado à casa do principal da sinagoga, viu o alvoroço, e os que choravam muito e pranteavam.

39 E, entrando, disse-lhes: Por que vos alvoroçais e chorais? A menina não está morta, mas dorme.

40 E riam-se dele; porém ele, tendo-os feito sair, tomou consigo o pai e a mãe da menina, e os que com ele estavam, e entrou onde a menina estava deitada.

41 E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi; que, traduzido, é: Menina, a ti te digo, levanta-te.

42 E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos; e assombraram-se com grande espanto.

43 E mandou-lhes expressamente que ninguém o soubesse; e disse que lhe dessem de comer.

Lucas 7 (O centurião rogando pelo seu servo e os judeus pelo centurião)

1 E, DEPOIS de concluir todos estes discursos perante o povo, entrou em Cafarnaum.

2 E o servo de um certo centurião, a quem muito estimava, estava doente, e moribundo.

3 E, quando ouviu falar de Jesus, enviou-lhe uns anciãos dos judeus, rogando-lhe que viesse curar o seu servo.

4 E, chegando eles junto de Jesus, rogaram-lhe muito, dizendo: É digno de que lhe concedas isto,

5 Porque ama a nossa nação, e ele mesmo nos edificou a sinagoga.

6 E foi Jesus com eles; mas, quando já estava perto da casa, enviou-lhe o centurião uns amigos, dizendo-lhe: Senhor, não te incomodes, porque não sou digno de que entres debaixo do meu telhado.

7 E por isso nem ainda me julguei digno de ir ter contigo; dize, porém, uma palavra, e o meu criado sarará.

8 Porque também eu sou homem sujeito à autoridade, e tenho soldados sob o meu poder, e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu servo: Faze isto, e ele o faz.

9 E, ouvindo isto Jesus, maravilhou-se dele, e voltando-se, disse à multidão que o seguia: Digo-vos que nem ainda em Israel tenho achado tanta fé.

10 E, voltando para casa os que foram enviados, acharam são o servo enfermo.

Milhões fazem, ao mesmo tempo, petições aos chamados santos a fim de que intercedam, mas como poderiam ser ouvidos pelos tais santos se somente Deus é onipresente e onisciente.

Ademais disto já citamos textos bíblicos comprovando que toda petição deve ser feita a Deus em nome de Jesus Cristo e quem ajuda as nossas orações é o Espírito Santo, veja: E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. Romanos 8.26

Todavia quando o cristão abandona a Palavra de Deus e dá ouvidos a doutrinas de homens viverá no engano. “Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens.” Mateus 15:9

Porque eu não o recebi, nem o aprendi de homem algum, mas mediante revelação de Jesus Cristo. Gálatas 1.12 (Sabemos que a revelação de Jesus Cristo, em questões envolvendo doutrina, é para nós hoje após o Canôn, a Bíblia Sagrada.)

Leiam a bíblia, mas ler mesmo, com zelo, meditação, sistematicamente, comparando texto bíblico com texto bíblico, fazendo pesquisa cuidadosa. Isto vale também para alguns evangélicos que estão, como os católicos, seguindo preceitos humanos. Vale também para os extremistas: Tanto os cristãos intelectuais quanto os emocionais.

É preciso que todos os que investigam sinceramente entendam de uma vez que salvação é obra de Deus e o único ser humano divino é Jesus de Nazaré. Observe que o antigo testamento aponta somente para o Messias (Jesus Cristo o Nazareno) tanto em figura, por exemplo: as vítimas inocentes sacrificadas, quanto em profecia, exemplo: Isaías 53. E demonstram claramente que o salvador e mediador seria único e seria Deus e Homem ao mesmo tempo.

“Eu estava olhando nas minhas visões da noite, e eis que vinha nas nuvens do céu um como o Filho do Homem; e dirigiu-se ao ancião de dias, e o fizeram chegar até ele. E foi-lhe dado o domínio, e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino tal, que não será destruído. ” (Daniel 7 : 13, 14 )

O respeito que temos para com os santos (que são todos em todos os tempos que obedeceram à Deus) é em procurar seguir seus exemplos de vida. Neste sentido incluimos: John Fletcher, João Wesley, Lutero, Whitefield, Madame Guyon, Francisco de Assis, Agostinho, Pedro, Paulo, Jeremias, Rute, Ester, Maria etc. Que embora limitados em suas imperfeições humanas, como os mesmos jamais desejaram esconder, batalharam com sinceridade para vencer suas fraquezas. Traremos o que a bíblia fala sobre assuntos tão debatidos a respeito de Maria. A bíblia é a Palavra de Deus e ele a enviou a todos os homens para que leiam com cuidado e atenção, procurando esgotar os temas em toda a bíblia. Veja nossos outros textos sobre estudos e interpretações bíblicas.

Jesus tinha irmãs e não eram primas pois a palavra no original é diferente.

Mateus 13:56 E não estão entre nós todas as suas irmãs? Donde lhe veio, pois, tudo isso?

και αι αδελφαι αυτου ουχι πασαι προς ημας εισιν ποθεν ουν τουτω ταυτα παντα
irmãs eram αδελφαι
primas eram chamados pelo vocábulo de parentesco συγγενης
Lucas 1:36 E eis que também Isabel, tua prima, concebeu um filho em sua velhice; e é este o sexto mês para aquela que era chamada estéril.
και ιδου ελισαβετ η συγγενης σου και αυτη συνειληφυια υιον εν γηρα αυτης και ουτος μην εκτος εστιν αυτη τη καλουμενη στειρα
Maria era virgem quando deu a luz ao Senhor. Isto era profecia bíblica e não se discute. Mas após o nascimento de Jesus vejamos.
Mateus 1:
22 Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta, que diz:
τουτο δε ολον γεγονεν ινα πληρωθη το ρηθεν υπο του κυριου δια του προφητου λεγοντος

23 Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de EMANUEL. EMANUEL traduzido é: Deus conosco.
ιδου η παρθενος εν γαστρι εξει και τεξεται υιον και καλεσουσιν το ονομα αυτου εμμανουηλ ο εστιν μεθερμηνευομενον μεθ ημων ο θεος

24 E José, despertando do sonho, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu a sua mulher,
διεγερθεις δε ο ιωσηφ απο του υπνου εποιησεν ως προσεταξεν αυτω ο αγγελος κυριου και παρελαβεν την γυναικα αυτου

25 e não a conheceu até que deu à luz seu filho, o primogênito; e pôs-lhe o nome de JESUS.
και ουκ εγινωσκεν αυτην εως ου ετεκεν τον υιον αυτης τον πρωτοτοκον και εκαλεσεν το ονομα αυτου ιησουν
Não a conheceu até que.

A palavra conhecer é muita usada na bíblia neste sentido a que nos referimos do cumprimento da obrigação marital. E, até que é até que.
Aliás, aproveitando para esclarecer outro assunto, quero que fique bem claro que nisto não há nenhum pecado pois foi para isto que Deus fez o casal. Devendo ser venerado o matrimônio e o leito sem mácula conforme ordem da bíblia. Como foi o caso.
Que fique esclarecido também que não é por causa da obrigação marital dos pais que os filhos nascem em pecado. Mil vezes não, pois isto é ordem de Deus. Deus ordenou frutificai e multiplicai-vos. O pecado vem pela herança “genética” herdada pela humanidade desde Adão.
Podemos exemplificar por uma figura precária e limitada, como todas aliás. Um casal pode transmitir a seus filhos certas enfermidades, doenças ou propensão para elas mas outros casais não transmitem. Os filhos nascem do mesmo jeito, pelo mesmo processo natural são gerados. Mas, os de um casal enfermos e os de outro sadios. O problema não é a relação marital mas a doença que possuem. O casal saudável que tem filhos saudáveis pode exemplificar como seria se Adão e Eva não tivessem pecado. O casal enfermo ilustra a humanidade toda com a realidade do pecado original. Nesta figura a “doença” representa o pecado original transmitido de pais para filhos.
Jamais falamos mal de Maria. Somente citamos o que a bíblia diz sobre ela, nada mais. E a bíblia só fala bem de Maria. Maria viveu normalmente como uma mulher santa casada deve viver.
Cuidado, portanto, nada de acusações fermentadas por emocionalismos de pessoas desequilibradas as quais nem de longe possuem alguma coisa de cristãs mas são cheias de ódio. Cristão não odeia ninguém, não agride, não persegue. Cristão só odeia o pecado. Infelizmente há pessoas desse tipo que se dizem cristãs, católicas e evangélicas. Cristão ama e ensina, mas sempre com respeito ao pensamento alheio. A verdade as vezes doí, mas a intenção não é machucar nem ofender mas levar à salvação.