Teses Teológicas

Nada de Anormal ou Final dos Tempos?

Nada de Anormal ou Final dos Tempos?
Todos estamos percebendo os graves acontecimentos e muitas catástrofes que ocorrem em sequência nunca vista: Terremotos, maremotos, tsunamis, enchentes, fomes, pestes, crises econômicas, elevação das marés, mar avançando sobre o litoral, aumento de perversões, desprezo à vida alheia, violência, desagregação familiar, guerras, abuso de crianças etc. Os céticos cientistas dizem simplesmente algo como ” Isto é algo normal” , ” São fenômenos naturais” , ou, “Isto sempre existiu” etc.

Gostaria de alertar, entretanto, sobre as advertências da bíblia sobre o final dos tempos.

1) A bíblia alerta a humanidade fazendo menção em grande parte justamente sobre a ocorrência de fenômenos naturais. O diferencial está em que segundo as Escrituras Santas tais fenômenos ocorreriam em quantidade e intensidade cada vez mais crescentes. Similar a quando uma mulher entra em trabalho de parto, quando é “tudo normal e natural” também, mas a medida que a hora se aproxima as dores são mais intensas e frequentes. Não pode ser algo tão normal assim ocorrendo tudo isto que estamos vendo ao mesmo tempo em sequência e intensidades impressionantes. Principalmente se olharmos relativamente para os danos causados por causa do aumento da densidade demográfica e consequências, e se buscarmos lembrar que em relação a muitos problemas sociais o esperado era justamente o contrário porque o homem sempre entendeu que a educação e outros avanços reduziriam estas coisas.

1 Tessalonicenses 5:3 Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobre-virá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão.

2) Outro fato que soma ao acima colocado é a degradação moral da sociedade que zomba de Deus: maldades com atos bárbaros e covardes contra crianças e indefesos, famílias destruídas, divórcios, drogas, perversões, corrupção, desemfreamento, o ser humano vivendo sem moderação como verdadeiros animais irracionais e a apostasia nas igrejas que aderem ao pensamento intelectual mundano ou descambam para os falsos avivamentos que alimentam a carne e as emoções e não ao espírito. E isto ocorre ao mesmo tempo em que vemos um aumento impressionante no número dos terremotos, tsunamis, enchentes, fome, pestes, maremotos, degelos incríveis, instabilidade climática etc. Só o somatório dos dois itens já seria o bastante para deixar a humanidade alerta. Mas ainda temos.

3) Crises econômicas globais, ecumenismo (com adesão às abominações em nome da tolerância) , palestina, grandes atentados terroristas, Irã, Coréia do Norte e muito mais. Tolerância deve ser restrita ao respeito às opiniões alheias, sem perseguições ou atos de violência, mas jamais em aceitar as práticas abomináveis contrárias à Palavra de Deus. Tem cristão bebendo nas fontes das seitas orientais, lendo seus livros e participando de conferências para ouvirem seus líderes. Aquilo que a bíblia já condena como abominação não é para ser examinado, ainda que respaldado por uma suposta respeitabilidade, muitos dos praticantes das abominações nos tempos bíblicos eram pessoas respeitáveis. O examinai tudo, que é para passar por exame criterioso é o que parece ser bíblico: profecias, revelações e movimentos ditos evangélicos, a fim de comprovar se realmente o é.

2 Pedro 2

12 Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção,

13 Recebendo o galardão da injustiça; pois que tais homens têm prazer nos deleites quotidianos; nódoas são eles e máculas, deleitando-se em seus enganos, quando se banqueteiam convosco;

14 Tendo os olhos cheios de adultério, e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição;

15 Os quais, deixando o caminho direito, erraram seguindo o caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o prêmio da injustiça;

Cuidado irmãos, com todos aqueles que marcam datas para o arrebatamento e o dia final, isto ocorreu ao longo da história centenas de vezes e como não poderia ser diferente foram achados mentirosos e depois inventaram uma desculpa. Eles se acham mais sábios do que os demais e a soberba os engana, levando-os a questionar a interpretação clara do versículo acima, que mostra claramente que só O Pai sabe o tempo do fim. Outra coisa, atenha-se somente as profecias da bíblia e interpretadas de acordo com o ensinamento das igrejas evangélicas históricas. O mais importante não é saber os detalhes mas alcançar a santificação, vigilância, prudência e um coração puro. “Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai.” (Mateus 24 : 36)