Teses Teológicas

O Barulho nas Igrejas Pentecostais

O Barulho nas Igrejas Pentecostais
Este estudo tem como objetivo levar o leitor ao que encontramos na Palavra de Deus sobre este assunto. Antecipando, podemos lembrar que a emoção é inerente ao ser humano. É bem verdade que o emocionalismo, que seria a priorização e exarcebação da emoção, pode ser prejudicial. E sabemos que há muito exagero por aí. Os textos que colocaremos a seguir devem, logicamente, ser contextualizados. Todavia devemos compreender também que, o contexto cultural brasileiro é fortemente emotivo. Não somos obrigados a cultuar ou pregar como os europeus, por exemplo.

Peço ao leitor que ao meditar em um dos textos verifique se um outro não contradiz a sua conclusão naquele. Exemplo: Em certo texto alguém poderá dizer que se estava falando para uma multidão e eis o motivo do barulho. Porém, há outros textos mostrando situações que não dependem da mesma explicação.

Quero que fique bem claro, que não apoiamos o barulho excessivo e desrespeitoso aos direitos de terceiros. Não concordamos com aqueles que ligam rádios ou amplificadores de som muito alto durante um tempo muito longo, a pretexto de evangelizar, em total desrespeito às pessoas. Crianças precisam dormir, jovens e adultos estudar e cada um ouvir aquilo que lhe interessa, sejamos equilibrados. Logicamente temos um espaço para nossos eventos e divulgações como toda a nossa sociedade o tem, e temos que ser todos tolerantes. Toda a sociedade tem o direito, por lei, de promover e usufruir das suas manifestações culturais, muitas vezes barulhentas, como trios elétricos etc, incluindo nós os pentecostais (já que a sociedade trata religião como cultura).

Alguns alegam que “Deus não é surdo”. Mas, pelos textos, fica claro que o motivo do barulho é a expressão dos sentimentos de louvor, sentido de urgência em uma mensagem, angustia da alma e outros que induzem a veemência. Alguns de nós cantam, declamam versos, discursam no meio secular ou religioso de forma veemente. Isto é bem natural. Por outro lado, é um costume humano ao lidar com aquilo que mexe com suas emoções. Certamente os artistas, jogadores etc, de que as pessoas gostam, também não são surdos. Mas os fãs gritam até em recintos pequenos, como teatros. Muitos que amam a Jesus Cristo e ao Espírito Santo expressam este amor com certa veemência ao serem tocados em seus sentimentos. Que pecado há nisto, não havendo exageros? Vejamos alguns textos bíblicos em contextos diversos.

Louvai a Deus com brados de júbilo, todas as terras. Salmos 66:1

E, quando já chegava perto da descida do monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, regozijando-se, começou a dar louvores a Deus em alta voz, por todas as maravilhas que tinham visto,…, E disseram-lhe dentre a multidão alguns dos fariseus: Mestre, repreende os teus discípulos. E, respondendo ele, disse-lhes: Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão. Lucas 19:37-40

Observe, em alguns dos textos abaixo, que até no céu há barulho similar ao que fazemos. Tanto em petições a Deus quanto em louvores. Leia os textos e encontrará sobre orações, pregações e louvores em brados, alaridos, altas vozes etc.

Não viu iniqüidade em Israel, nem contemplou maldade em Jacó; o SENHOR, seu Deus, é com ele e nele, e entre eles se ouve o alarido de um rei. Números 23:21

E os levitas protestarão a todo o povo de Israel em alta voz e dirão: Deuteronômio 27:14

E, depois, leu em alta voz todas as palavras da lei, a bênção e a maldição, conforme tudo o que está escrito no livro da Lei. Josué 8:34

E pôs-se em pé, e abençoou a toda a congregação de Israel em alta voz, dizendo: 1 Reis 8:55

Celebrai com júbilo ao SENHOR, todos os moradores da terra; dai brados de alegria, regozijai-vos e cantai louvores. Salmos 98:4

Falai benignamente a Jerusalém e bradai-lhe que já a sua servidão é acabada, que a sua iniqüidade está expiada e que já recebeu em dobro da mão do SENHOR, por todos os seus pecados. Isaías 40:2

Clama em alta voz, não te detenhas, levanta a voz como a trombeta e anuncia ao meu povo a sua transgressão e à casa de Jacó, os seus pecados. Isaías 58:1

Anunciai em Judá, e fazei ouvir em Jerusalém, e dizei: Tocai a trombeta na terra! Gritai em alta voz, dizendo: Ajuntai-vos, e entremos nas cidades fortes! Jeremias 4:5

E aconteceu que, profetizando eu, morreu Pelatias, filho de Benaías; então, caí sobre o meu rosto, e clamei com grande voz, e disse: Ah! Senhor JEOVÁ! Darás tu fim ao resto de Israel? Ezequiel 11:13

Tocai a buzina em Sião e clamai em alta voz no monte da minha santidade; perturbem-se todos os moradores da terra, porque o dia do SENHOR vem, ele está perto; Joel 2:1

E um deles, vendo que estava são, voltou glorificando a Deus em alta voz. Lucas 17:15

E, tendo dito isso, clamou com grande voz: Lázaro, vem para fora. João 11:43

E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu. Atos 7:60

Que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças. Apocalipse 5:12

E clamavam com grande voz, dizendo: Até quando, ó verdadeiro e santo Dominador, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra? Apocalipse 6:10

E clamavam com grande voz, dizendo: Salvação ao nosso Deus, que está assentado no trono, e ao Cordeiro. Apocalipse 7:10

Logicamente isto deve ser feito sem os excessos carnais os quais são desnecessários.